Publicidade

Homem espanca a esposa com AVC e acaba morto pela polícia MS

Foto: Divulgação PCMS

Na manhã deste domingo, 9 de junho, a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário de Dourados (DEPAC/DDOS) recebeu a informação sobre uma tentativa de feminicídio ocorrida na noite de sábado, por volta das 23h, na região do Parque do Lago I, em Dourados-MS. De acordo com o relato, R.S.S., de 33 anos, tentou enforcar sua companheira, M.S., com quem viveu por 17 anos, deixando-a sem ar.

Após o ataque inicial, R.S.S. derramou álcool na cabeça da vítima e saiu em busca de um fósforo para atear fogo nela. Ele foi impedido pelo filho do casal, de 15 anos, que conseguiu evitar o crime.

Não satisfeito, o agressor iniciou uma sessão de espancamento contra M.S., que já estava deitada. Aproveitando-se da condição física debilitada da vítima, que possui deficiência motora no lado direito devido a dois acidentes vasculares cerebrais (AVCs), ele a arremessou ao solo, enforcou-a novamente e desferiu diversos socos e chutes, causando várias lesões em seu corpo. A agressão durou cerca de três horas e ocorreu em diferentes cômodos da casa, terminando no quintal.

Para se defender, M.S. mordeu o dedo do agressor e, com medo de morrer, correu para fora da casa juntamente com seu filho, buscando ajuda na casa de sua irmã. Na manhã seguinte, ela acionou a Polícia Militar e registrou um boletim de ocorrência na delegacia da Polícia Civil.

O delegado plantonista, Marcos Soares, acompanhado de dois investigadores, foi ao local do crime para capturar o agressor. No entanto, ele já havia fugido para uma mata próxima à residência. Diante da gravidade do caso, a Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) de Dourados foi acionada. A delegada Thays Bessa mobilizou a Seção de Investigações Gerais (SIG), sob a chefia do delegado Erasmo Cubas, e as demais forças de segurança pública – Polícia Militar e Guarda Municipal – para capturar o agressor.

Durante as buscas, foi informado que o indivíduo estava armado na mata atrás da residência. A Guarda Municipal utilizou um drone para localizar o suspeito. Em uma perseguição ininterrupta, a Força Tática da Polícia Militar de Dourados conseguiu encontrar R.S.S. Ele confrontou os policiais, foi atingido por um disparo de arma de fogo, chegou a ser socorrido, mas não resistiu e faleceu.



Por: Luana Moura - Jornal A Princesinha News 


Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade